vendredi 8 mai 2009

carta de amor


UMA CARTA DE AMOR NUM CORPO DE APONTAMENTO UNIVERSAL

Uma lingua fora da Historia.



A vibraçao da vida esta para além do silêncio.

A lenda atràs do mito é uma palavra exposta,

Uma a lingua fora da historia.

A tragédia reside numa espécie de infinito.





O mito resiste ao movimento da roda da fortuna

Que enrola e pica,

Obliquando a narraçao .

Fica a renda de orgulho suspensa no abismo

Que a dança provoca.

Ficamos suspensos, abrindo à historia

O nome dos amantes. Voltarei entao com o mar nos braços,

Para lhe lavar o corpo e devolver-lhe
o rosto mordido pelo cao.

“ Branca e leve, leve e pura…”

Inez, cénicamente ressuscitada existe na mascara

Que me oculta.

Somos multiplos, continuamente.


LM, 6 de Maio de 2009-05-06 Paris

lidia martinez




LMartinezdansethéâtrecie

lmartinezcie@yahoo.fr

www.autre-cas.blogspot.com

www.cartasdeamordepedroeinez

2 commentaires:

Paulo - Intemporal a dit…

"

o rosto mordido pelo cão

"

e eu, aqui.

deixo um beijo abraçado.

LM,paris a dit…

merci paulo, pelo beijo e pelo teu carinho. Fica bem, força e dà là um abraço ao Porto que eu amo.
Ton amie de Paris,
LM